MENUMENU

Reportagem


Amplifest

Um aperitivo que serviu para nos colocar no espírito daquele que a Amplificasom prometeu ser “o melhor Amplifest de sempre”.

Cave 45

19/08/2016


A sexta edição do Amplifest apostou na diferença desde o início. O habitual fim-de-semana especial de outono foi antecipado para o abrasador mês de agosto e o festival prolongou-se por quatro dias, constituindo a “Extended Experience”, sendo dois dos dias de acesso limitado.

A experiência completa passa não só pelo que nos oferece a promotora Amplificasom mas também pelo que nos oferece a cidade, pelo que a escolha do Cave 45 para iniciar esta edição do festival não foi um mero acaso. Situada bem no centro da vida noturna da Invicta, foi a sala ideal dar a conhecer aos forasteiros a forma de viver no Porto.

O cardápio musical deste preâmbulo fez-se através do regresso dos franceses Aluk Todolo, criadores de um dos momentos mais profundamente gravados na memória daqueles que estiveram no Amplifest 2013.

Durante cerca de uma hora de rock oculto, recorreram apenas ao mais vulgar trio de instrumentos e uma lâmpada (e depois mais uma) para reproduzir o disco lançado este ano, VOIX, e guiar todos os presentes por uma trip psicadélica, que não deixou ninguém indiferente.

Um aperitivo que serviu para nos colocar no espírito daquele que a Amplificasom prometeu ser “o melhor Amplifest de sempre”.

Galeria


(Fotos por Ricardo Almeida)

sobre o autor

Carlos Vieira Pinto

Partilha com os teus amigos