Pop. 1280 mergulham a ZdB num devaneio distópico

por Ricardo Almeida em 26 Agosto, 2016

If you want a vision of the future, imagine a boot stamping on a human face – forever.

Pois parece que no próximo dia 14 de Setembro o Bairro Alto assumirá os distópicos contornos de um pesadelo K. Dickiano, e a ZdB os do último buraco clandestino em “Dark City“, da discoteca mais freak numa Detroit onde nem o Robocop nos vale – assim é “Paradise“, o mais recente longa-duração dos Pop. 1280.

Post-punk? Industrial? Noise, no-wave, cyber-cenas? Seja lá o que for, a Sacred Bones nunca teve medo deles – e para nós isso é o bastante para acreditarmos nestes moços de Nova Iorque.

Produzido por Martin Bisi (Sonic Youth, Boredoms, John Zorn, Swans etc.), “Paradise” parece preferir drum-machines a guitarras e surge-nos como o diário do último habitante do que resta de uma cidade arruinada pela corrupção e várias experiências sociais e científicas que não correram bem.

A primeira parte estará a cargo dos lisboetas Qer Dier.

Os bilhetes custam 8€ e estão disponíveis na Flur, Tabacaria Martins e ZDB (quarta a sábado das 18h às 23h). Reservas através do e-mail: [email protected]


sobre o autor

Ricardo Almeida

Partilha com os teus amigos