MENUMENU

MIL – Lisbon International Music Network 2019

por Isabel Leirós em 15 Fevereiro, 2019 © Conjunto Corona por Renato Cruz Santos

O MIL – Lisbon International Music Network é um festival e convenção internacional focado na divulgação e internacionalização da música actual e na abertura a novos mercados. Tendo como anfitriã a cidade de Lisboa, o showcase festival assume-se como um ponto de encontro entre agentes das indústrias de música de todo o mundo. Enquanto plataforma de intercâmbio, o MIL aposta num programa artístico que envolve a cidade e combina debates, masterclasses, encontros profissionais e concertos, dando a conhecer uma diversidade de artistas e projectos emergentes e alternativos. O seu principal foco é a produção musical dos países de língua portuguesa, com vista a potenciar o contacto entre os mercados de música europeu, africano e sul-americano.

Assim se apresenta o MIL, evento que volta a dinamizar e projectar a música portuguesa de 27 a 29 de Março no Cais do Sodré – Lisboa. Vamos na terceira edição desta inovadora iniciativa.

Fazem parte do cartaz anunciado 70 novos projectos musicais, reflexo da textura e diversidade cultural que caracterizam a produção musical actual, dentro e fora das fronteiras nacionais. Ao longo dos 3 dias, o MIL toma de assalto diversas salas de espectáculo e clubes nocturnos do Cais do Sodré.

O concerto inaugural da programação artística está agendado para o dia 27 de Março. Lula Pena irá subir ao palco do B’leza, artista com forte ligação à lusofonia e detentora de um som global, perfeito sumário da identidade do MIL Lisboa. Actua na mesma noite a brasileira Letícia Novais, agora com o projecto Letrux, que traz na bagagem o disco “Noite de Climão”, considerado o melhor do ano nos Prémios Multishow.

A lusofonia faz-se representar por 2de1, A Negra, Beautify Junkyards, Bluish, Cave Story, Conan Osiris, Conjunto Corona, Filho da Mãe, Ghost Hunt, Jaloo, João Pais Filipe, Miroca Paris, NEEV, Octa Push, Otrotorto, PAUS, Ramonzin, Reis da República, Rubel, Scúru Fitchádu (na fotografia abaixo), Solar Corona e Venga Venga.

O cartaz fica completo com os artistas internacionais 88Balaz, Annie Sama, Dope Saint Jude, ESC, F/E/A, Ibaaku, Intana, Kompromat, Marc Melià, MC Buseta, MDCIII, Monolithe Noir, Nouveaux Climats, Omar Jr, Rumbo Tumba, Rymz, SEN, Sturle Dagsland, e Weekend Affair.

Para quem desejar assistir apenas aos concertos, o passe geral para a programação artística vale (e muito bem) 20 Euros em pré-venda; havendo um passe especial que permite aceder ao concerto de abertura, com custo de 30 Euros.

Para profissionais – e todos os interessados em perceber como funciona a indústria -, o bilhete para a convenção vale 70 Euros e permite participar nos debates e keynotes diurnas. Um bom investimento, atendendo aos resultados e conclusões dos painéis da edição de 2018 do MIL.

O programa para profissionais segue-se logo após esta fotografia de Scúru Fitchádu, um dos concertos mais aguardados por mim 🙂

Durante o dia, o MIL Lisboa assume o seu cariz formativo, proporcionando aos participantes momentos de networking e aprendizagem. Atento às necessidades do mercado e aos saltos evolutivos, o MIL Lisboa volta a focar-se nas importantes componentes digitais, de edição, de distribuição e de comunicação que deverão ocupar um lugar central na estratégia de artistas, agentes, editoras e demais agentes da industria. Ao todo, são mais de 30 masterclasses, keynotes, debates e encontros.

Destaque para a masterclass de jornalismo musical com Simon Reynolds, a masterclass sobre promoção musical com Emily Gonneau, a keynote do músico Peter Kember, lendário produtor e músico que vive uma bonita relação de amor com Portugal, e ainda o workshop sobre playlists e tarde marketing com o director-geral da distribuidora Believe Digital.

Estão também já confirmados o programador do festival Le Guess Who?, o fundador de La Blogotheque, uma representante da área de Strategy & Analyst  do Soundcloud, entre muitos outros convidados.

Haverá ainda tempo para abordar questões jurídicas e legais inerentes aos direitos de autor e à produção musical, partilhar oportunidades de exportação e de presença em festivais de música, debater tendências para a curadoria e organização de eventos, e ainda conhecer as novidades tecnológicas com potencial para alavancar a produção musical.

Um lista impressionante de convidados portugueses e internacionais, que garantem que cada participante PRO irá seguramente encontrar momentos de partilha de conhecimento e experiências à medida dos seus objectivos.

De recordar que o passe geral para concertos tem o custo de 20 a 30 Euros, e que o bilhete PRO requer o investimento de 70 Euros. Já a venda no Eventbrite e em millisboa.com.

Consultar programa completo millisboa.com/mil/artistas

Consultar programa completo da convenção em millisboa.com/mil/oradores


sobre o autor

Isabel Leirós

"Oh, there is thunder in our hearts" (Ver mais artigos)

Partilha com os teus amigos