MENUMENU

Óscares 2017: Os Vencedores

por Edite Queiroz em 27 Fevereiro, 2017

Depois da performance de Justin Timberlake e a ovação de pé para Meryl Streep durante o discurso de abertura, foram pela 89ª vez entregues os prémios da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, numa cerimónia que, ao contrário do esperado, não aqueceu o Dolby Theatre com tomadas de posição inflamadas ou discursos políticos – excepção feita às piadas anti-Trump de Jimmy Kimmel e ao comunicado lido a pedido de Asghar Farhadi, realizador do filme vencedor do Óscar para Melhor Filme Estrangeiro (Forushande/ The Salesman), que não compareceu à cerimónia em sinal de protesto contra a lei instalada por Trump que proibiu a entrada de cidadãos muçulmanos nos Estados Unidos: “I hereby express my condemnation of the unjust conditions forced upon some of my compatriots and the citizens of the other six countries trying to legally enter the United States of America and hope that the current situation will not give rise to further divide between nations.”

A presidente da Academia Cheryl Boone Isaacs lembrou também que a arte não tem língua nem fronteiras – essa é a magia do cinema. A diversidade ficou patente não apenas na quantidade de apresentadores estrangeiro, mas também na atribuição de dois Óscares de interpretação a afro-americanos, Mahershala Ali e Viola Davis, silenciando a polémica da ausência de nomeados negros que assombrou a cerimónia do ano passado. A vencedora do Óscar de Melhor Actriz Secundária entregou um dos discursos mais emocionados da noite, onde enalteceu a arte da representação como a melhor profissão do mundo pela possibilidade de encarnar as pessoas comuns que o cinema celebra. O momento In memoriam, apresentado por Jennifer Aniston, foi igualmente emotivo, tendo a actriz feito menção no seu discurso ao recente desaparecimento de Bill Paxton (o actor faleceu ontem e não foi por isso incluído no vídeo). A homenagem terminou com a imagem e voz de Carrie Fisher, entoando o eterno lema “May the Force by with you”.

Vinte anos depois de Good Will Hunting, Ben Affleck e Matt Damon voltaram a animar juntos o palco do Dolby Theatre para apresentar o Óscar para Melhor Argumento Original, arrebatado por Kenneth Lonnergan (Manchester By The Sea). Amy Adams – uma ausência inexplicável das nomeações apesar do seu desempenho em Arrival – apresentou o Óscar para Melhor Argumento Adaptado, vencido por Barry Jenkins e Tarell Alvin McCraney, por Moonlight.

Apesar de perdido oito dos Óscares para que estava nomeado, o grande vencedor da noite foi La La Land.  Damien Chazelle venceu ainda na categoria de Melhor Realizador, tornando-se, aos 32 anos, no cineasta mais jovem a receber este prémio. Já o Óscar de Emma Stone, vencedora numa categoria onde estavam nomeadas Meryl Streep e Isabelle Hupert, foi uma das grandes surpresas da noite.

Mas a maior de todas foi o engano de Warren Beatty na atribuição do Óscar de Melhor Filme. Com os produtores de La La Land já a meio do discurso de agradecimento, aperceberam-se que o envelope que continha o vencedor realmente dizia… Moonlight. Foi com este momento inusitado – e com a promessa da Jimmy Kimmel de nunca mais apresentar a cerimónia – que os Óscares este ano se despediram.

Segue abaixo a lista completa dos vencedores dos Óscares 2017:

Melhor filme Moonlight

Melhor realizador – Damien Chazelle, por La La Land

Melhor actriz  Emma Stone, por La La Land

Melhor actriz secundária – Viola Davis, em Fences

Melhor actor – Casey Affleck, por Manchester By The Sea

Melhor actor secundário – Mahershala Ali, em Moonlight

Melhor filme estrangeiro – The Salesman (Irão)

Melhor argumento original – Kenneth Lonnergan, por Manchester By The Sea

Melhor argumento adaptado – Barry Jenkins e Tarell Alvin McCraney, por Moonlight

Melhor curta-metragem  Sing

Melhor filme de animação – Zootopia

Melhor curta-metragem de animação – Piper

Melhor documentário – O.J.: Made In America

Melhor curta-metragem documental The White Helmets

Melhor Design de ProduçãoLa La Land

Melhor Fotografia  La La Land

Melhor Guarda-RoupaFantastic Beasts and Where to Find Them

Melhor Montagem  Hacksaw Ridge

Melhor Caracterização Suicide Squad

Melhor Banda-Sonora – Justin Hurwitz, por La La Land

Melhor Canção  City Of Stars (La La Land)

Melhor Edição de Som Arrival

Melhor Mistura de Som Hacksaw Ridge

Melhores Efeitos Visuais  The Jungle Book

 


sobre o autor

Edite Queiroz

Partilha com os teus amigos