MENUMENU

Cinemateca 70 Anos – Programa de Iniciativas

por Arte-Factos em 5 Setembro, 2018

Em 2018 a Cinemateca Portuguesa celebra a consagração legal da criação da Cinemateca pela Lei 2027 de 1948 e o começo de implantação prática em 1949.

O sinal de partida das comemorações é dado na sessão de lançamento do primeiro volume da obra “Escritos sobre Cinema de João Bénard da Costa”, no dia 29 de Setembro de 2018, às 21h30, já anunciada no programa mensal da Cinemateca dedicado a esse mês. O programa comemorativo decorrerá depois entre o dia 5 de Novembro de 2018 (data do arranque do Ciclo 70 Anos – 70 Filmes e da exposição O Livro de Cinema – viagem através das edições e da imagem gráfica da Cinemateca) e o final do primeiro semestre de 2019.

As principais iniciativas das comemorações incluem:

Jornada Especial de Homenagem ao Cinema Português e Festa Comemorativa Dos 70 Anos Da Cinemateca | Sexta-feira 16 de Novembro de 2018, na sede da Cinemateca, com início às 18h

  • 18h – 22h: Programa especial Que faremos nós com esta espada? com projecção contínua de bobines (fragmentos) de filmes produzidos em Portugal em todas as épocas e de todos os géneros. Organizada de forma não hierárquica e não cronológica, a sessão evocará não só autores e obras representativas da história do cinema entre nós, mas também a própria representação cinematográfica da história e da vida no país desde o final do século XIX.
  • A partir das 22h: Festa comemorativa dos 70 anos.

Colóquio sobre o Passado, o Presente e o Futuro da Cinemateca | Sexta-feira 30 de Novembro de 2018, Sala M. Félix Ribeiro

Ciclo 70 ANOS – 70 FILMES | Início na segunda-feira 5 de Novembro, 15h30, Sala M. Félix Ribeiro

O ciclo é dividido em duas partes de 35 filmes cada. A primeira parte, que decorrerá em Novembro e Dezembro de 2018, inclui obras de todas épocas do cinema mundial que marcaram a história da Cinemateca ou através das quais são evocados acontecimentos marcantes dessa história. Engloba filmes de géneros variados, sem preocupação de abrangência precisa de datas nem arrumação cronológica. A segunda parte, a exibir nos primeiros meses de 2019, inclui 35 obras de 35 autores do cinema mundial contemporâneo, entendidos como uma proposta de leitura possível, necessariamente subjectiva e mais uma vez ecléctica, da arte cinematográfica do presente.

Ciclo Manoel de Oliveira Integral | Dezembro de 2018 e Janeiro de 2019: Primeira mostra integral de toda a obra do realizador

EDIÇÕES ESPECIAIS

  • Edição sobre o percurso histórico da Cinemateca nas suas diferentes vertentes (conservação patrimonial, difusão cultural, documentação);
  • Edição “O livro de cinema – viagem através das edições e da imagem gráfica da Cinemateca” (alusiva à exposição homónima);
  • Edição de uma “História do Cinema” especificamente destinada a crianças até 10 anos de idade (1º Ciclo de escolaridade);

No mesmo período serão ainda lançadas outras obras em curso de execução, como os livros referentes aos ciclos já decorridos “Luís Miguel Cintra – O Cinema” e “António-Pedro Vasconcelos”, e um novo livro dedicado à obra de Manoel de Oliveira, em dois volumes.

EXPOSIÇÃO O livro de cinema – viagem através das edições e da imagem gráfica da Cinemateca | Entre 5 de Novembro de 2018 e final de Julho de 2019

Projecto de Classificação Patrimonial do Cinema Português

Nos termos definidos pela lei de bases de protecção e valorização do património cultural e da legislação de desenvolvimento (promulgadas respectivamente em 2001 e 2015), dar-se-á início a um projecto amplo e faseado tendente à classificação dos suportes matriciais do cinema português como bens de interesse nacional, o que implicará para cada um, por inerência, a designação “Tesouro Nacional”. (Até hoje, a única componente do cinema português objecto de classificação foi o arquivo da Tobis Portuguesa, S.A., que, além do património de natureza arquivística, englobou o património de natureza audiovisual, classificado como um todo em 2012 como bem de interesse nacional.)

Projecto “História e Memória Oral do Cinema Em Portugal”

Projecto de colaboração entre a Cinemateca e a Universidade da Beira Interior (Centro de Investigação LABCOM), que se traduz na recolha de registos de imagem e som de intervenientes na actividade de cinema em Portugal em todas as vertentes desta, desde os sectores tradicionais da produção, distribuição e exibição até ao domínio da história, da crítica, da imprensa e actividade editorial, dos cineclubes ou dos espectadores.

Bolsas de Curta Duração para Investigação sobre as Colecções da Cinemateca

Lançamento de um programa de bolsas de investigação de curta duração destinado a acolher em cada ano um investigador residente no país e um residente no estrangeiro, para investigação sobre as colecções patrimoniais da Cinemateca em qualquer das suas vertentes.

Nova Etapa de Desenvolvimento da “Cinemateca Digital”

A par da implementação do novo sítio Web da Cinemateca, será dado impulso especial à Cinemateca Digital. Como item de relevo, destaca-se a decisão de nela incluir a série de actualidades “Imagens de Portugal” (1953-1970), ou seja, a segunda grande série de filmes de actualidades produzida em Portugal, depois do “Jornal Português” (1938-1951), antes editado pela Cinemateca em DVD. Concretamente, prevê-se a inclusão dos três primeiros anos da série (1953, 1954 e 1955) até ao final de 2018, e, a partir daí, a inclusão anual, progressiva, dos restantes números, que se prevê estar concluída até final de 2021.

Espectáculos de Lanterna Mágica e Oficina de Formação de Lanternista

No âmbito de acção da Cinemateca Júnior, para além das actividades correntes do sector (e da edição do livro de iniciação à história do cinema acima referido), serão apresentados dois espectáculos de lanterna mágica por ocasião do Dia da Criança, respectivamente a 31 de Maio e 1 de Junho de 2019, pelo lanternista inglês Jeremy Brooker. Complementarmente, J. Brooker orientará uma oficina destinada à formação de lanternistas, nisso englobando a área da utilização dos aparelhos e a do património de vidros pintados para lanterna.

Cinemateca Aberta – A Cinemateca Por Dentro

Tal como em efemérides anteriores, serão organizadas várias jornadas especiais dando a conhecer os bastidores, as colecções e o funcionamento interno de vários serviços da Cinemateca. O programa incluirá um novo “dia aberto” no ANIM (Departamento de “Arquivo Nacional das Imagens em Movimento”, na freguesia de Bucelas), e visitas guiadas a esse departamento e ao CDI (Centro de Documentação e Informação).

Associação dos Amigos da Cinemateca

Implementação da associação, com constituição legal e arranque de actividades, em acção conjunta inicial da instituição e de um núcleo de individualidades interessadas na mesma.

Mais informações na página da Cinemateca Portuguesa.


sobre o autor

Arte-Factos

A Arte-Factos é uma revista online fundada em Abril de 2010 por um grupo de jovens interessados em cultura. (Ver mais artigos)

Partilha com os teus amigos