Semana Italiana na Filmin

por Isabel Leirós em 2 Abril, 2017 © Matrimonio all'Italiana

A Filmin.pt é uma plataforma de cinema em formato streaming e acessível por subscrição mensal ou aluguer temporário de títulos para visualização online. No seu catálogo dispõe de dezenas e dezenas e dezenas de aventuras, romances, comédias, e cenas da vida real (e surreal).

Abril é mês da Festa do Cinema Italiano, e eu recomendo quatro filmes que poderão encontrar pela Filmin. Uma selecção de clássicos que se cruzam com a História do mundo e que se revelaram fundamentais nas respectivas correntes artísticos.

Fellini 8 1/2

De Federico Fellini
Nome maior do cinema italiano, um dos mais influentes cineastas à escala global, recheou a sua filmografia de fantasia e beleza etérea, com toques de realismo e crítica social. Este filme de 1963 é o apogeu da sua criatividade desvairada, uma narrativa com laivos autobiográficos: um realizador à procura de descanso refugia-se numas termas, mas rapidamente se vê imergido num mundo de personagens e acções que não consegue explicar.

Matrimonio all’italiana

De Vittorio de Sica, com Sophia Loren e Marcello Mastroianni
Um trio de sonho numa comédia intemporal datada de 1964. As personagens principais jogam de gato e rato, enquanto a deslumbrante personagem de Sophia atrai Marcello para a sua teia. Ladrões de Bicicletas pode até ser o título mais reconhecido da obra de De Sica, mas Casamento À Italiana ganhou o seu estatuto de clássico pela forma como influenciou a corrente de romcom das décadas seguintes. Vejam este e o Pretty Woman, e depois contem-me o que acharam.

Feios, Porcos e Maus

De Ettore Scola
Parágrafo obrigatório na obra do inspirado e satírico realizador falecido em 2016. Um ensaio filosófico e sociológico sobre um bairro de barracas nos arredores de Roma na década de 1970. Uma família que vive na pobreza, dez filhos e muitos familiares, com uma amante à mistura – na mesma cama e tudo. Um filme para quem tem estômago, quer pela miséria sempre presente, quer pela frontalidade sem rodeios.

A Noite

De Michelangelo Antonioni
Licenciado em Economia, estudou na Cinecittá na época de ouro do cinema italiano. Apaixonado pelas elites burguesas, não reúne consenso: uma obra marcada por ensaios intelectuais, longos planos e doses de silêncio, em que a narrativa não serve só para entreter. Na Filmin encontramos uma selecção de três títulos – o meu favorito, Para Além Das Nuvens (1996), está ausente; mas recomendo vivamente que viagem até 1961 neste A Noite. Uma viagem que se faz novamente na companhia de Mastroianni, que desta vez se encontra num casamento que falhado.


sobre o autor

Isabel Leirós

“Oh, there is thunder in our hearts” – Fernando Pessoa

(Ver mais artigos)

Partilha com os teus amigos