MENUMENU

Cineclube Edgar Sardinha destaca produção da TERRATREME

por Arte-Factos em 11 Outubro, 2018

No mês de Outubro, o Cineclube Edgar Sardinha, da Escola Artística António Arroio, em Lisboa, irá dedicar pela primeira vez a sua programação a um conjunto de filmes desenvolvidos sobre a égide da mesma produtora: Terratreme Filmes, colectivo de cinema criado em 2008 por um grupo de jovens cineastas — João Matos, Leonor Noivo, Luísa Homem, Susana Nobre, Pedro Pinho e Tiago Hespanha. Com vontade de encontrar modelos de produção diferenciadores, o objectivo da TERRATREME é a articulação da pesquisa e da criação num método de trabalho em que as necessidades de cada filme determinam o seu modelo de produção.

Nos dias 17, 22 e 24 de Outubro estão programados vários filmes realizados pelos fundadores desta produtora, designadamente: As Cidades e as Trocas (2014), de Pedro Pinho e Luísa Homem (com a presença da realizadora), Tudo o Que Imagino (2018), de Leonor Noivo (com a presença da realizadora), Tempo Comum (2018), de Susana Nobre (com a presença da realizadora), e Revolução Industrial (2014), de Tiago Hespanha (com a presença do realizador).

A TERRATREME trabalha ainda com um vasto grupo de outros reputados realizadores. Neste âmbito, no primeiro e último dia da programação deste mês serão projectadas outras duas obras: Nyo Vweta Nafta (2017), de Ico Costa, no dia 17; e Ama-San (2016), de  Cláudia Varejão, no dia 31 de Outubro.

Mais informações aqui.


sobre o autor

Arte-Factos

A Arte-Factos é uma revista online fundada em Abril de 2010 por um grupo de jovens interessados em cultura. (Ver mais artigos)

Partilha com os teus amigos