MENUMENU

The Body

I Have Fought Against It, But I Can't Any Longer
2018 | Thrill Jockey Records | Metal experimental, Noise

Partilha com os teus amigos

Quer seja com colaborações com vária malta também experiente em fazer barulho, ou apenas em nome próprio, os The Body mantêm-se invejavelmente assíduos, a garantir que não temos um longo espaço de tempo entre lançamentos. “I Have Fought Against It, But I Can’t Any Longer” é mais um arrepiante argumento a favor da dupla Americana, como líderes de toda a mais ruídosa música experimental e vanguardista.

Com o noise, as estruturas nada convencionais e os guinchos demoníacos de Chip King a serem as únicas constantes na música da banda, “I Have Fought Against It…” é toda uma nova abordagem ao terror que é o seu som, juntando-lhe dóceis vozes femininas que acrescentam melodia e um ambiente arrepiante, assim como uma predominância de electrónica e batidas industriais, que nunca imaginaríamos a casar bem com a chinfrineira habitual dos The Body, até aqui o ouvirmos – se misturarem noise, distorção e gritadeira com trip hop podem ter “The West Has Failed” e “An Urn” é assustadoramente dançável.

Mais um disco totalmente diferente de uma banda que nunca soou a outra. Com uma abordagem mais ambiental ao ruído, além da docilidade das vocalizações femininas, há muito de belo por aqui. O que assusta ainda mais. E, como doentes que somos, queremos mais.

Músicas em destaque:

The West Has Failed, Nothing Stirs, An Urn

És capaz de gostar também de:

Gnaw Their Tongues, Pharmakon, Whitehouse


sobre o autor

Christopher Monteiro

Partilha com os teus amigos