MENUMENU

A Perfect Circle

Eat the Elephant
2018 | BMG | Rock progressivo, Rock/metal alternativo

Partilha com os teus amigos

Apesar de já conseguirmos distinguir um vulto na névoa, o novo álbum dos Tool continua a ser um D. Sebastião e, quase nos faz esquecer que também tivemos que esperar catorze anos pelo sucessor de “eMOTIVe”, dos A Perfect Circle. Em comum nestes dois casos temos Maynard James Keenan, líder de ambas as bandas e que aparentemente não se importa de fazer esperar os fãs.

Pouco preocupados com pressões e expectativas, os A Perfect Circle nem sequer se ralam em pegar no ponto onde ficaram, trazendo uma nova abordagem sonora para “Eat the Elephant”. Aqui estão mais suaves e envolventes. Há “falta” de umas malhas pesadas, esqueçam uma nova “Judith”, focam-se em canções mais calmas e atmosféricas, com mais texturas electrónicas e ambientais. Não estão baladeiros, estão calmos mas assombrosos, especialmente com a inimitável voz de Maynard e as suas letras de carácter adequadamente sócio-político.

Com influências mais vincadas de Nine Inch Nails, Depeche Mode ou a referência mais familiar Deftones, conseguem um importante feito: todas as canções são viciantes. E “Eat the Elephant” é um excelente disco, capaz de tirar os A Perfect Circle da sombra de outras bandas da família. O novo álbum de Tool? Já estamos bem entretidos para não pensar tanto nele.

Músicas em destaque:

So Long, And Thanks for All the Fish, TalkTalk, Hourglass

És capaz de gostar também de:

Tool, Puscifer, Nine Inch Nails


sobre o autor

Christopher Monteiro

Partilha com os teus amigos