MENUMENU
Partilha com os teus amigos
Charles Bradley: Soul of America
Título Português: Charles Bradley - Soul of America | Ano: 2012 | Duração: 75m | Género: Documentário, Biografia, Musical
País: Estados Unidos | Realizador: Poull Brien | Elenco: Charles Bradley, Alex Everett, Sharon Jones

Vindo do anonimato completo, Charles Bradley surpreendeu muito boa gente quando, em 2011, com mais de 60 anos, lançou o disco de estreia No Time For Dreaming. A pergunta que muitos fizeram foi naturalmente esta: como e porquê só agora? O documentário Charles Bradley: soul of America dá-nos algumas pistas e fá-lo de uma forma muito bonita e inspiradora.

O filme acompanha os últimos meses antes do lançamento do disco de estreia, ouvindo testemunhos, rebuscando o passado e procurando dados sobre o percurso deste soul man, imitador de James Brown antes de se afirmar em nome próprio. Estão aqui as preces religiosas, a ligação profunda à mãe ou os dramas familiares, sociais e de saúde que percorreram uma vida difícil e longe da ribalta.

Contudo, o que sobressai é, por um lado, o cantor brilhante e a interpretação visceral e impressionante, e, por outro, o homem genuíno, com uma alegria, uma espiritualidade, uma inocência e um espírito de partilha arrebatadores. Veja-se a cumplicidade com os músicos, o episódio delicioso sobre o aparecimento do seu nome no jornal ou a simpatia contagiante como Charles interage com as pessoas ao anunciar o concerto de apresentação do disco. Para que tal aconteça e transpareça de forma evidente, é fundamental a forma próxima como o documentário é filmado, como os rostos surgem face to face, como se entrássemos directamente na alma imensa do músico.

CharlesBradley

 

Cortesia da estimadíssima Daptone Records, que também apresentou ao Mundo Sharon Jones, Bradley tornou-se figura de proa da soul music dos últimos anos, num processo que este belíssimo filme de Poull Brien ajuda a compreender. E, contrariando o título do disco, é sempre possível que o sonho idílico e o reconhecimento mais improvável cheguem um dia. Charles Bradley merece-o com certeza.


sobre o autor

Joao Torgal

Partilha com os teus amigos