MENUMENU
Partilha com os teus amigos
By Sidney Lumet
Título Português: By Sidney Lumet | Ano: 2015 | Duração: 103m | Género: Documentário
País: EUA | Realizador: Nancy Buirski | Elenco: Sidney Lumet

Sidney Lumet (1924-2011) assina 44 filmes nos seus cinquenta anos de carreira enquanto realizador. Nomeado 5 vezes pela Academia sem nunca ter ganho uma estatueta dourada que o reconhecesse individualmente como realizador, foi finalmente distinguido em 2005 com um Óscar honorário. Talvez por isso o nome não nos fique retido na memória. O mesmo já não acontece com o título das suas obras. É autor de vários portentos do mundo cinematográfico como 12 Angry Men, Dog Day Afternoon ou The Network. Nos seus filmes entraram várias caras bastante renomadas do grande ecrã como Clark Gable, Henry Fonda, Katharine Hepburn ou Marlon Brando. Nesta grande entrevista foca-se o essencial em retrospectiva: as ideologias do autor e as obras fulcrais, acompanhadas de excertos que nos aguçam a vontade de ver ou rever todas elas.

Lumet começou a carreira no teatro por influência do pai, Baruch Lumet, também ele actor. Era considerado um dos melhores actores infantis da Broadway nos anos 30. Na altura da Grande Depressão, o realizador juntamente com os pais e o irmão partipavam numa peça no teatro iídiche de Nova Iorque, o que lhes valeu o sustento durante aquele período de crise económica. Após entrar em várias peças e sempre proactivo, fundou o seu próprio grupo de teatro. Numa foto do mesmo grupo, conseguimos ver James Dean, a um canto, discreto. Seguidamente, trabalhou em televisão, nomeadamente na CBS. É também devido ao seu background em televisão que Lumet dizia conseguir filmar tão rápido. Aprendeu que no teatro e na televisão o foco tem que estar definido de antemão, pois tudo acontece depressa.

sidneylumet

Lumet apresenta-se como um homem carismático e sobretudo muito prático e focado. Conta-nos, sem floreados, as suas crenças, o que o motivou sempre, enquanto revisita o seu longo trabalho. Tal como Lumet afirma, nos seus filmes há uma predilecção por personagens rebeldes, que “desafiem o status quo”, pois isso é o motor do progresso. De facto, se atentarmos à personagem de Al Pacino em Dog Day Afternoon, ou à de Peter Finch em The Network, apesar dos registos serem diferentes, temos dois rebeldes que desafiam o sistema.

Segundo a Encyclopedia of Hollywood, Lumet é um dos mais prolíficos realizadores da era moderna e durante a sua carreira realizou mais de um filme por ano. Muito focado nos temas da corrupção e justiça, afirma que os seus actores no final de uma rodagem o conheciam bem. Interessava-lhe dirigir sobretudo as pessoas e extrair a característica mais proeminente nelas. Conclui dizendo que passou por vários altos e baixos na vida e que chega uma altura em que os mesmos são um tédio. Nada entediante é o que deixa na história do cinema.


sobre o autor

Andreia Vieira da Silva

Partilha com os teus amigos