Marvel Lima

Marvel Lima
2016 | pontiaq | Alternativo, Rock Progressivo

Partilha com os teus amigos

Os Marvel Lima, banda sediada em Lisboa mas nascida nas quentes e áridas planícies do Alentejo, factor-chave na sua sonoridade, editaram no passado dia 14 de Outubro o seu álbum homónimo de estreia e descrevem-no aqui faixa a faixa, para o poderem conhecer melhor.

#1 Mariposa

Foi a primeira música que fizemos enquanto banda. É uma divagação musical que tentamos transformar em introdução do disco.

#2 Mi Vida

Esta música surgiu a partir de um riff de guitarra que já existia num outro projecto nosso que nunca viu a luz do dia. Outrora mais punk, conseguimos transforma-lo e fazer uma música a partir desse riff, que mais tarde descobrimos que se enquadrava perfeitamente como primeiro single. E foi onde se fez o “click” de começarmos a cantar em espanhol.

#3 Primavera

Foi a nossa aposta mais “africana”, sendo o seu nome original “África”. Começou com uma linha de teclado que do nada levou a música para um andamento afrobeat com ferrinhos à mistura (ideia genial do nosso percussionista). Esta é das poucas músicas do nosso disco que tem partes da letra em Português.

#4 Demência

Com um inicio calmo, andamento tribal no meio e um final caótico, é a música mais negra e progressiva do disco.

#5 Niebla

Era para não fazer parte do disco mas decidimos que valia a pena mostrar o lado mais calmo e anos 80 da banda. É a carta fora do baralho mas reflete um lado da nossa banda que existe, mesmo que seja em menor parte.

#6 Amarrado

A música mais longa do disco. Cheia de ritmo e com uma forte influência latina, foi a primeira música que fizemos em estúdio.

#7 Fever

Na nossa opinião, a música mais radiofónica e orelhuda do disco fazendo dela a nossa aposta para segundo single. Onde as nossas influências por música dos anos 70 são mais notórias.

#8 Strange Perceptions

A música mais latina do disco e com o andamento mais cubano. Foi muito tempo posta de parte por nós pelo seu cariz excessivamente latino mas decidimos que fazia sentido entrar no disco.

#9 Finale

Última malha do disco e foi feita para acabar em grande. Provavelmente a nossa música mais psicadélica e pesada. Como o nosso percussionista diz: “esta música é para abrir as portas do inferno”.

A festa de apresentação do lançamento deste álbum acontece hoje, dia 21 de Outubro, no Musicbox, em Lisboa, a partir das 22h30.


sobre o autor

Arte-Factos

A Arte-Factos é uma revista online fundada em Abril de 2010 por um grupo de jovens interessados em cultura.

(Ver mais artigos)

Partilha com os teus amigos