MENUMENU

Nice Weather For Ducks

Love Is You and Me Under the Night Sky
2016 | Omnichord Records | Alternativo, Indie

Partilha com os teus amigos

Os leirienses Nice Weather For Ducks editaram no início de Junho o seu mais recente álbum “Love Is You and Me Under the Night Sky“, pela também oriunda de Leiria Omnichord Records. Com produção, mistura e masterização dos Few Fingers (André Pereira e Nuno Rancho), o quinteto descreve aqui faixa a faixa este novo disco, com direito a uma curiosidade final que nunca se pensou ver a luz do dia.

#1 Marigold

A Marigold começou numa tarde de verão com o Luís nos synths, o Hugo no baixo e o Bruno na bateria. Inicialmente era mais extensa e repetitiva, mas mais tarde, quando se colocaram as vozes, percebemos o potencial de canção e reformulamos todo o tema em função disso. Ainda assim decidimos manter essa base mais repetitiva mais presente no final do primeiro refrão.

#2 No one could tell

Aqui tudo começou com a melodia do VSS-30 (instrumento que marcou fortemente este disco). Depois, de uma forma muito natural, surgiram todos os arranjos. Nesta tivemos o Nuno Rancho (Few Fingers) a dar algumas dicas nas vozes.

#3 Cosmic Car

É um tema com muita força ao vivo, e dos que nos dá mais gozo tocar. Provavelmente é daqueles que vamos tocar para sempre. Aqui é tudo muito mais rock que nos resto do álbum, mas afinal de contas, foi isso que todos ouvimos enquanto crescemos e será sempre uma raiz que não se perde.

#4 On The Sand By The Sea

Foi quando fizemos a “On The Sand By The Sea” que decidimos definitivamente o rumo do álbum. Tanto as guitarras, a bateria e as melodias das vozes tiveram algum peso no que fizemos depois.

#5 Dreams #14

Desde o dia em que surgiu este tema até hoje já mudamos de sala de ensaios duas vezes! Apesar de já ter sido feito há muito tempo nunca ninguém teve dúvidas de que tinha de estar presente no nosso segundo disco.

#6 Transporter

Aparentemente era só uma brincadeira do Bruno e do Hugo nos synths, mas revelou-se uma passagem ideal para a segunda metade do disco.

#7 Untitled Love #2

Foi provavelmente a única música que teve por base a voz, mas não foi por isso que quisemos fazer dela uma canção. Antes pelo contrário. Sabíamos que tínhamos esse gancho e então, depois de ter uma “pré-canção” fomos colocando elementos que dessem ao tema outro rumo.

#8 Melissa, Honey

Esta esteve quase para entrar no primeiro disco, com outra roupagem, mas era esta a base. Cantámos este refrão nos primeiros concertos, e ainda nos faz sentir o mesmo. Foi aquele tema que esteve guardado na gaveta durante muito tempo à espera de uma oportunidade.

#9 Untitled Love #1

É dos temas pelos quais temos mais carinho. Por várias razões. Quando fomos para estúdio a única coisa que tínhamos era a base das teclas e um refrão. Não sabíamos muito bem o que fazer com aquilo e esteve quase para não entrar no disco. Por outro lado já tínhamos decidido que o álbum se iria chamar “Love Is You And Me Under The Night Sky” e o nome tinha vindo da frase que repetíamos no refrão. Então decidimos mantê-lo simples, quase nu, e foi assim que foi para o disco, por ser justo, sem pensar muito nisso.

#10 Punch

Este é mais um tema que teve como base o VSS-30 e mais um dos que tínhamos guardado há bastante tempo para este disco. Começou a ganhar forma numa noite de trovoada com o Luís nas teclas e o Bruno a inventar cenas na bateria e o Diego na guitarra. Dessa altura até agora não alteramos quase nada. Revelamos aqui um lado bem mais sombrio e a nossa ideia original era repetir a parte final até ao infinito, mas depois, por brincadeira, e pelo peso da letra, decidimos que poderia parar aos 666 segundos. E foi assim que decidimos o final do álbum (nunca pensámos que íamos dizer isto a alguém).


sobre o autor

Arte-Factos

A Arte-Factos é uma revista online fundada em Abril de 2010 por um grupo de jovens interessados em cultura. (Ver mais artigos)

Partilha com os teus amigos