ENTREVISTAS

por Rita Neves em 15 Setembro, 2016

"São as nossas experiências pessoais e como tempo molda e nos nega certas coisas que nos permitem dissecar o que sentimos para, no fim, criar algo."

por Ricardo Almeida em 17 Agosto, 2016

"É importante, diria que fundamental até, que nunca nos percamos no caminho pelo qual tudo isto começou: a música primeiro, sempre."

por Claudia Andrade em 16 Agosto, 2016

"O “The Miraculous” é sobre um lugar onde passei muito tempo da minha vida, quer na minha infância, quer em idade adulta."

por Vera Brito em 11 Agosto, 2016

"O Amplifest tem sido um longo sonho de carreira do qual não podemos continuar afastados."

por Carlos Vieira Pinto em 9 Agosto, 2016

"A maior parte do disco gira à volta do trans-humanismo, ou se quiseres, da transição do estado humano para algo além do humano."

por Ricardo Almeida em 26 Julho, 2016

"Demoramos imenso tempo a escrever. Torturamo-nos um bocado com certas partes e alguns arranjos. Tudo o que não estiver à altura é rejeitado."

por Carlos Vieira Pinto em 18 Julho, 2016

"Korpilombolo tem uma vibe muito aberta a todos os tipos de expressões culturais e artísticas e isso acabou por influenciar bastante a nossa música."

por Isabel Leirós em 20 Junho, 2016

"Não quero escrever a mesma canção que outra pessoa qualquer, quero contar uma história específica."

por Sandra Faria em 6 Junho, 2016

"(...) tento expor com honestidade ideias íntimas e, como banda, queremos que as pessoas sorriam ao ouvir o que fazemos."

por Sandra Faria em 26 Maio, 2016

"É importante que cada ouvinte interprete as coisas à sua maneira. Não quero condicionar os ouvidos de ninguém."

por Joao Neves em 27 Abril, 2016

"Dá-nos grandes dores de cabeça estar a compor e a gravar, dá-nos grande prazer estar a tocar, mas no fundo o que é mais chato é quando não estamos a fazer nada."

por Joao Neves em 26 Abril, 2016

"Este LP foi mesmo um processo de fechar coisas e deixar para trás… Como um exercício terapêutico."