ENTREVISTAS

por Joao Neves em 23 Abril, 2018

""...essa coisa de nos sentirmos à margem de uma data de coisas, rodeados de margens, não é? E uma coisa que é rodeada a margens é uma ilha""

por Joao Neves em 13 Março, 2018

"Tudo mudou por a música existir."

por Hugo Rodrigues em 25 Fevereiro, 2018

"Tudo começa com um riff."

por Christopher Monteiro em 14 Fevereiro, 2018

"Desgosto de todos aqueles discos flashy de guitarristas a solo do Steve Vai, Joe Satriani, etc. Tudo demasiado auto-indulgente para o meu gosto."

por Alexandre Junior em 3 Fevereiro, 2018

"Para mim a multiculturalidade é omnipresente"

por Isabel Leirós em 27 Novembro, 2017

"O que falta à música portuguesa é consolidar-se como uma primeira escolha do público e dos media."

por Andreia Vieira da Silva em 8 Novembro, 2017

"Não alteramos os 5 pilares dos Epica: Simone, coros, orquestra, riffs de death metal e guturais. À parte disso, temos bastante espaço para experimentar coisas novas."

por Alexandre Junior em 28 Outubro, 2017

"Para mim, não há muita diferença entre um violino, feedback, e uma gravação do barulho de uma rua."

por Isabel Leirós em 16 Outubro, 2017

"Has social media filled a gap where previously it was being filled with music?"

por Hugo Rodrigues em 3 Outubro, 2017

"Para nós, mesmo individualmente, estas músicas significam coisas diferentes e gostamos disso."

por Hugo Rodrigues em 2 Outubro, 2017

"Este disco é esse passo. É um passo pessoal. É a sublimação de muitos dos meus maiores medos."

por Hugo Rodrigues em 21 Setembro, 2017

"Gostamos de pensar num registo como um todo"

1 2 3 7